Logo Genom

Saúde e Bem-Estar

Glaucoma

Visão lateral ou periférica borrada?

Pouco conhecido para a maioria das pessoas, o glaucoma é uma doença caracterizada por um conjunto de alterações

Pouco conhecido para a maioria das pessoas, o glaucoma é uma doença caracterizada por um conjunto de alterações no nervo óptico, no campo visual e quase sempre acompanhada de aumento na pressão interna do olho.

Na maioria das vezes produz poucos ou nenhum sintoma na fase inicial e justamente por esse motivo é uma das principais causas de cegueira irreversível no Brasil e no mundo, por isso buscar o diagnóstico precoce é a melhor recomendação.

Para identificar sua presença é recomendado exame oftalmológico anual após os 40 anos. Vale destacar que a diabetes, o uso prolongado de corticoides e a presença de casos de glaucoma na família colocam as pessoas no grupo de risco, portanto quem se encaixar nesse grupo deve antecipar a busca do diagnóstico, visitando o Oftalmologista a partir dos 30 anos e informando-o durante sua consulta periódica.

O diagnóstico é feito avaliando-se o nervo óptico, medindo-se a pressão do olho e o campo visual da pessoa. As perdas visuais produzidas pela doença são irreversíveis, qualquer perda na visão não pode ser recuperada, somente é possível controlar a progressão da doença.

O principal tratamento é o uso de colírios que reduzem a pressão intraocular. A cirurgia antiglaucomatosa também é uma alternativa em alguns casos da doença. Uma nova perspectiva se abre com a pesquisa de novas drogas com a finalidade de proteger o nervo óptico.

Fonte: Médico Oftalmologista – Dr. Raul Zambello



Veja mais...